| Review | O Abeto de Natal de Hans Christian Andersen

segunda-feira, 11 de dezembro de 2017

Um bonito abeto sonha ser grande como as árvores à sua volta. Com o passar do tempo, transforma-se numa árvore robusta. Enquanto crescia, observa algumas das outras árvores grandes a serem cortadas. "Para onde as levarão?", interrogava-se ele. Os pardais deram-lhe a resposta: serviam para enfeitar as casa no Natal, com dezenas de luzinhas e presentes. E ele desejou que lhe acontecesse o mesmo...

Na sequência da Xmas-A-Thon fui desafiada a ler um conto de Natal. O Abeto de Natal de Hans Christian Andersen pareceu-me - na altura - a melhor opção e, uma vez que não conhecia o livro - ou pelo menos não me recordava da história, - achei que era uma coincidência perfeita. Não é um livro excepcionalmente grande, pelo contrário. É um livro surpreendentemente pequeno. A escrita é simples e própria para crianças. Mas, tal não é o meu espanto, quando me deparo com um conto que não é alegre, não tem uma mensagem feliz e termina de forma abrupta, o que me deixou surpreendida. 
Não gostei. Não achei que possuísse a mesma doçura e subtileza de O Cavaleiro da Dinamarca ou A Menina do Mar e o facto de estar no Plano Nacional de Leitura confundiu-me. Para mim, foi um conto muito rígido e frio e, não querendo parecer hipócrita mas não me pareceu nada apropriado à época em questão. O final, em fogo e chamas, apesar de real, é mórbido e, mais uma vez, não se coaduna com o período natalício. Talvez pós-natalício. O que revela toda a minha hipocrisia. Estava à espera de uma coisa e apareceu-me outra completamente diferente.  


 

E vocês? Quem é que já leu? Digam nos comentários em baixo!

Um comentário

  1. Às vezes ficamos desiludidos com aquilo que lemos mas quem sabe não aprendemos algo novo, na mesma?

    ResponderExcluir

Muito obrigado pelo comentário!
Eu respondo a todas as mensagens deixadas, pelo que se queres ter a certeza de ver a resposta, não te esqueças de deixar colocada a opção de "notificações".
Boas leituras!

Latest Instagrams

© Delirious Beautiful Mind. Design by FCD.