A Série After de Anna Todd é um Problema Literário?

quinta-feira, 22 de fevereiro de 2018


After de Anna Todd é uma série que aparentemente revolucionou o mundo literário de muitas jovens - e não só - e, não são livros que estão livres das tropes comuns do género YA, no entanto, acaba por ter a sua própria história e individualizar-se enquanto conteúdo. No coração do livro encontram-se Tessa Young e Hardin Scott, dois jovens tão diferentes um do outro como o branco e o preto. Ambos os personagens inserem-se em moldes já estabelecidos de good girl vs bad boy e durante os primeiros livros raramente saem das linhas que os mantêm presos nessas bolhas já predefinidas, o que acabou por tornar os livros previsíveis. Claro que, grande parte dos livros desenvolve-se em torno da dinâmica que existe entre os dois protagonistas. Uma dinâmica que é, no seu centro, disfuncional. Há a tentação de uma dicotomia óbvia, no entanto, à medida que as páginas avançam e os livros mudam, compreendemos que o abuso emocional que existe provém dos dois lados. 
Just because he can't love you the way you want him to doesn't mean he does't love you with everything he has.
A autora tenta, desde o primeiro livro, dar-nos uma justificação para os comportamentos irracionais de ambos os protagonistas e, na minha opinião, acho que este aspecto da história podia ter sido explorada de outra maneira. Se era para criar uma relação disfuncional e abusiva, não deviam ser apresentadas justificações, antes perspectivas, e a autora não o fez. Obviamente, se dermos um passo atrás, vemos que Anna Todd tentou apresentar ao leitor dois jovens reais e complexos, com reacções humanas mas, dos dois, a maior anomalia é Tessa. Tessa que aceita a enormidade de alguns dos acontecimentos em função das suas emoções. Mas, ao mesmo tempo, Anna Todd criou uma relação onde a atracção física parece maior do que a gravidade e onde a paixão é mais forte do que o amor. Isto é a realidade para muitos jovens e deve ser representado, por muito que nos magoe os olhos.

I have come to learn that the people who pretend to care the least actually care the most.

Para além da passividade crónica, o maior problema foi, sem dúvida, a repetição excessiva de momentos, diálogos e acusações que apenas provocaram cansaço e saturação da leitura. Nos primeiros livros, não houve um desenvolvimento significativo dos protagonistas, não havendo qualquer tipo de alteração na forma de acção/pensamento e percebi rapidamente que a obsessão, a desconfiança e a passividade são o Santo Graal da escrita de Anna Todd e, sempre que a autora procurava mostrar através de Tessa o descontentamento com determinadas acções ou mandamentos por parte de Hardin, falhava miseravelmente. Esta falta de personalidade e de força na protagonista deixou-me muito frustrada, e penso que é o núcleo dos problemas de toda a série. Por outro lado, contrariamente a isto, o aparecimento de novas personagens com uma nova moral/esperança (Lilian/Riley) foi extremamente amadora. O intuito foi tão gritantemente infantil que estragou-me parte da leitura. Por fim, o desenvolvimento chega-nos após páginas e páginas no último livro que se apresenta como algo diferente. A autora mudou drasticamente o tom deste último volume para provocar um efeito de nostalgia e de finalidade o que, para minha surpresa, até resultou.

I have come to learn that the people who pretend to care the least actually care the most.

Já a nível técnico a série After é um raro resultado de sucesso da plataforma Wattpad e, apesar de ter sido lido e revisto por um milhar de pessoas, tem uma escrita muito aquém daquilo que seria esperado. É uma escrita que chega a pecar pela sua simplicidade e pelo excesso de explicações. Por mais do que uma vez, parecia que estava a ler um ditado e a leitura perdia o seu ritmo e fluidez. Por outro lado, ao concentrar-se demasiado na relação dos dois protagonistas, todas as outras relações pareciam pobres e imaturas, roçando apenas a superfície. No entanto, nos momentos certos, a autora conseguiu provocar emoções - esses momentos são, no entanto, raros e passam demasiado depressa.
Li After durante o mês de Fevereiro e, para mim, a série evidencia duas coisas. A primeira é a de que há uma coisa chamada hipocrisia literária. Anna Todd criou estes dois personagens, cuja relação revoltou muitas cabeças, no entanto, a verdade é que este tipo de relações na literatura já levantam suspiros há muito tempo. Não faz delas relações certas ou exemplares, apenas torna as mesmas pessoas que suspiram por Mr. Darcy, (ou semelhantes), criaturas hipócritas. A segunda e, para mim, a mais grave, toda a série perpetua a ideia de que o amor é capaz de mudar as pessoas. Infelizmente, não é verdade na maior parte dos casos, e esta nuvem de que o amor é capaz de transpor todas as barreiras físicas ou emocionais pode, inconscientemente, dar a ideia de que, desde que amemos alguém, podemos manter-nos num relacionamento menos saudável porque o nosso amor será a salvação.

E vocês? Quem é que já leu a série? Reconhecem os seus problemas? Digam nos comentários em baixo!

10 comentários

  1. Lamento pela má experiência, mas é engraçado ler este tipo de reviews :p Li o primeiro e não gostei, decidi não me aventurar pelo resto. Espero que os próximos sejam melhores :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ahaha não é tão engraçado quando estamos a ler :P eu tenho um problema grave com o "acabar as séries" e "acabar o que comecei"
      és tu e eu! :D

      Beijinhos!

      Excluir
  2. Olá, nunca li esta série, precisamente porque a opinião é a mesma no mesmo sentido em que tu fizeste a tua review.
    Obrigada

    ResponderExcluir
  3. Eu li esta série no Wattpad, li tudo até ao fim porque lá está não gosto de deixar a meio e arrependi-me totalmente de ter lido, a história é cansativa, odeio a Tessa e simplesmente não tem nada de mais.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. odiar é uma palavra forte :P mas não foi das minhas séries preferidas ;)

      Excluir
  4. Acho essa série um desserviço,principalmente para o público jovem. A autora faz jovens acreditarem que pelo amor vale a pena aceitar qualquer coisa e que com a força do amor é possível mudar qualquer um, mas qualquer pessoa sabe que isso é apenas história pra boi dormir.
    Já discuti demais na internet por causa dessa série.

    Abs,

    http://agoraqueeusoucritica.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exactamente, esse foi um dos grandes problemas que tive com a série!
      Acredito que sim x)
      Muitos beijinhos,

      Excluir
  5. Depois de ler este post cheguei à conclusão que tinha razão; vou ficar-me apenas pelos filmes. Vi o primeiro e gostei, mas sabia que se fosse ler os livros ia estragar tudo por isso decidi ver apenas os filmes.

    Blog: The Choice | Instagram

    ResponderExcluir

Muito obrigado pelo comentário!
Eu respondo a todas as mensagens deixadas, pelo que se queres ter a certeza de ver a resposta, não te esqueças de deixar colocada a opção de "notificações".
Boas leituras!