Tecnologia do Blogger.

| Review | Uma Viagem ao Tempo dos Castelos e O Ano da Peste Negra de Ana Maria Magalhães e Isabel Alçada


Ana e João são irmãos mas muito diferentes. Ela é uma rapariga ajuizada e sensata, ele bastante disparatado e impulsivo. Apesar disso entendem-se às mil maravilhas. Nas férias foram passar uns dias à quinta de uma tia na serra do Marão. Tanto na quinta como na aldeia as pessoas andavam alvoraçadas por causa de um homem com fama de bruxo que se instalara no castelo. Em vez de ficarem com medo, decidiram ir dar uma espreita e a surpresa não podia ter sido maior: o velho era cientista, chamava-se Orlando e pertencia à AIVET, a fabulosa Associação Internacional de Viagens no Espaço e no Tempo. Tinha uma máquina nas caves e convidou-os para darem um mergulho ao tempo dos castelos. Eles aceitaram sem saber o que os esperava. Poucos segundos depois já cavalgavam em florestas infestadas de lobos acompanhando uma caçada ao javali. Mas a viagem reserva-lhes muitos outros momentos de perigo e emoção e um encontro inesquecível com o jovem Afonso Henriques em vésperas de se tornar o primeiro rei de Portugal.
Uma Viagem ao Tempo dos Castelos e O Ano da Peste Negra foram, possivelmente, os primeiros livros a sério que alguma vez li. Sentada na minha mesa na segunda classe, lembro-me de passear pelas folhas enquanto a professora mandava cada um dos alunos ler um parágrafo à vez. As páginas estão envelhecidas e a maior parte delas riscadas e sublinhadas pelo pensamento errático de uma criança de sete anos de idade.

Às vezes é assim. A solução aparece quando menos se espera. 
Uma Viagem ao Tempo dos Castelos e O Ano da Peste Negra não são necessariamente livros complexos, pelo contrário. Dedicado às crianças, ele abrange muita história e tem uma vertente educacional muito forte e, neste caso em particular, o estudo debruçou-se sobre D. Afonso Henriques e Egas Moniz e o ano de 1348 quando a peste negra deflagrou em Portugal concentrando-se sobretudo na forma de viver das pessoas naquele tempo em particular. 
Há uma grande quantidade de informação dada ao leitor em relação ao tempo onde decorre a acção e, embora seja um livro pequeno, há suficiente conteúdo para estabelecer a personalidade de cada um dos intervenientes: Orlando, João e Ana. No entanto, ler Uma Viagem ao Tempo dos Castelos ou O Ano da Peste Negra como uma jovem adulta, permitiu-me reparar que há espetadas subtis de sexismo por parte das autoras pois, a meu ver, Joana é a personagem mais fraca por mais do que uma razão mas, sobretudo, por ser um estereótipo.
Assim os outros homens, com receio de que lhes aconteça o mesmo, pensam duas vezes antes de cometer um crime. 
Foram ambas leituras muito rápidas e nostálgicas. As histórias não me encantaram como noutros tempos mas foi divertido ver o que a minha cabeça de sete anos de idade pensava na altura e o que gostava de sublinhar e pintar. Ilustrados são uns bons livros para iniciar a vida no mundo da literatura de uma criança e, talvez, para lhe incutir um gosto pela história do nosso país.




E vocês? Quem é que já leu os livros? 
Digam nos comentários em baixo!

2 comentários

  1. Ok. Eu não li os livros... mas tenho que comentar essas estantes :o OMG! A única pessoa que conheço com estantes assim é a The Phoenix Flight :o
    Lindo! Adorava uma decoração assim XD

    Beijinhos,
    O meu reino da noite
    facebook | instagram | bloglovin

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. hahahaha :D obrigada, mas não é assim nada de especial :P é mesmo só organizada por cores!

      Excluir

Muito obrigado pelo comentário!
Eu respondo a todas as mensagens deixadas, pelo que se queres ter a certeza de ver a resposta, não te esqueças de deixar colocada a opção de "notificações".
Boas leituras!