Tecnologia do Blogger.

| Review | They Both At The End de Adam Silvera


A primeira história que me aventurei a conhecer de Adam Silvera foi They Both Die At The End. Penso que, de entre todos os títulos já publicados pelo autor, este foi aquele que chamou mais a minha atenção. Eles morrem no fim. É literalmente a tradução do título. Uma reviravolta que a maior parte dos autores deixa para o leitor descobrir por si mesmo, seguindo-se na maior parte das vezes, uma poça de baba e ranho devido à surpresa e ao choque. Estranhamente, apesar do título indicar literalmente a morte dos dois protagonistas e da história evoluir nesse sentido desde a primeira página, nenhum leitor está preparado para o fim e, a poça de baba e ranho surge na mesma devido a uma pequena chama de esperança de que talvez, haja uma ou duas excepções à morte. 
Maybe it's better to have gotten it right and been happy for one day instead of living a lifetime of wrongs.
Eles morrem. Não estou a dar nenhuma novidade ou spoiler. Eu comecei a leitura de They Both Die At The End sabendo que eles iam morrer e, incluindo, sabia a forma como um deles ia passar para a próxima vida mas, devido à escrita envolvente e à evolução mágica de cada um dos personagens, o meu coração ficou na mesma partido e, ainda assim, consegui sentir nos meus ossos a surpresa e o choque que vem com a morte de personagens que se tornam queridos. Esta é a magia de Adam Silvera. Ele dá-nos o final trágico mas é a viagem até ao destino onde tudo acontece que conta e ao qual o leitor dá mais importância. 
Um livro que eleva a amizade e o amor e a importância que outra pessoa pode ter sobre a nossa existência. They Both Die At The End é uma história inspiradora sobre a importância de viver, ao invés de simplesmente existir e que evidencia a forma como estamos conectados e como as acções de uns podem ter consequências sobre a vida de outros. Adam Silvera mostra-o através de pontos de vista diferentes, de pessoas com quem os dois protagonistas se cruzam. Tinha visto este modo de contar histórias apenas uma vez, com O Sol Também É Uma Estrela de Nicola Yoon. 
Em They Both Die At The End há um balanço muito próprio entre a tragédia e a comédia, um humor negro que torna o livro mais leve e mais facilmente conquistado pelo leitor. Adam Silvera brinca com o próprio conceito da morte e da vida e obriga o leitor a enfrentar as suas próprias superstições ou o seu próprio medo da morte, obrigando o leitor a questionar-se. Afinal, o que farias se soubesses que era o teu último dia? 
You may be born into a family, but you walk into friendships. Some you’ll discover you should put behind you. Others are worth every risk.
Adam Silvera com They Both Die At The End apresenta-nos dois protagonistas com dois pontos de vista completamente diferentes e duas visões da vida e da morte que não podiam ser mais opostas e fiquei surpreendida pela forma como me apeguei tão rapidamente a cada um deles. Algo que também me surpreendeu - para um YA contemporâneo - foi o quão desenvolvido estava o mundo do Death Cast e o quão ao pormenor Adam Silvera foi na tentativa de criar uma sociedade onde os homens, mulheres e crianças sabem o dia da sua morte. Um livro diverso com personagens homossexuais e bissexuais, com personagens de raízes cubanas ou porto-riquenhos, Adam Silvera deu tudo de si a They Both Die At The End. A escrita é tão simples que, apesar de ser em inglês, não tive absolutamente dificuldade nenhuma em compreender a história, sendo um óptimo primeiro livro para aqueles que estão a iniciar a sua vida literária na língua estrangeira. É uma recomendação para todos aqueles que não têm receio de ficar destroçados!




E vocês? Quem é que já leu o livro? 
Digam nos comentários em baixo!

Nenhum comentário

Muito obrigado pelo comentário!
Eu respondo a todas as mensagens deixadas, pelo que se queres ter a certeza de ver a resposta, não te esqueças de deixar colocada a opção de "notificações".
Boas leituras!