Tecnologia do Blogger.

| Cinema | Monstros Fantásticos e Onde Encontra-los (2016) | Os Crimes de Grindelwald (2018)


Na última semana tive oportunidade de rever Os Monstros Fantásticos e Onde Encontra-los e de ver pela primeira vez Os Crimes de Grindelwald. Um regresso há muito esperado ao mundo fantástico de Harry Potter, escrito pela magnífica autora J.K.Rowling. Newt Scamander, um apaixonado pelas criaturas mágicas, é o nosso herói, mais de cinquenta anos antes do nascimento de O Eleito/O Escolhido. Um Hufflepuff de coração, Newt leva-nos a novas aventuras e a novas pessoas, algumas com nomes bastantes familiares, que provocam surpresas e algumas saudades.

Lestrange, Nagini, Jacob, Newt, Tina, Theseus
Para os mais familiarizados com a escrita da autora é possível perceber a mão dela na linha de acção da história dos dois filmes. A fórmula, mesmo em formato cinematográfico, é a mesma. No entanto, há diferenças visíveis entre os dois filmes pois, enquanto Monstros Fantásticos e Onde Encontrá-los era motivado pelos personagens quer o principal, quer o secundário, o mesmo já não se pode afirmar de Os Crimes de Grindelwald onde a acção e a beleza dos efeitos pareceu ser o centro principal do filme. Infelizmente, nesta continuação houve uma falta de momentos entre os personagens que foi óbvia, pois o próprio arco de alguns dos intervenientes parecia defeituoso e com buracos que explicassem as motivações ou, pelo menos, justificassem algumas das escolhas. Em, os Crimes de Grindelwald pareceu existir uma obsessão - que era desnecessária - pelo CGI e pelos efeitos mágicos que não existiu no primeiro filme.

Albus Dumbledore e Newt
Em Monstros Fantásticos e Onde Encontrá-los e Crimes de Grindelwald, a autora surpreendo-nos com voltas e reviravoltas na história. Agora com caras familiares - muito familiares - a história perde-se com a magia e algumas das surpresas nas linhagens genealógicas ou de arco de acção perdem o seu impacto pois o que nos mostram, e o que afirmam, não faz sentido se tivermos em conta o conteúdo que já conhecemos com os livros anteriores e, embora tenha sido capaz de apreciar a forma como a autora decidiu desvendar o mistério e trazer uma nova profecia, é difícil não fazer suposições e é ainda mais complicado não questionar a veracidade daquilo que nos foi apresentado.

Grindelwald
Na sua essência, para mim, Os Crimes de Grindelwald foi uma história mais confusa e penso que teria sido mais divertida e mais elucidativa se tivesse sido desenvolvida em formato de livro. Ao longo do filme foram também vistas inconsistências no sistema de magia ao qual já estamos tão familiarizados e, admito, que estas diferenças retiraram parte da minha atenção à linha de acção do filme. Entre os dois, penso que Os Monstros Fantásticos e Onde Encontrá-los possui uma consistência e uma qualidade de conteúdo mais forte do que Os Crimes de Grindelwald embora seja de opinião que isso sucedeu porque houve cortes durante o filme, visto que havia inclusive momentos nos trailers internacionais que não apareceram na versão final do filme. Com isto, só posso dizer que estou curiosa para ler o guião original e, finalmente perceber a diferença entre o que foi escrito e o que verdadeiramente entrou para a versão exibida na sala de cinema.




Já viram os filme? O que acharam? Digam nos comentários em baixo!

Nenhum comentário

Muito obrigado pelo comentário!
Eu respondo a todas as mensagens deixadas, pelo que se queres ter a certeza de ver a resposta, não te esqueças de deixar colocada a opção de "notificações".
Boas leituras!