Tecnologia do Blogger.

| Review | O Rei Vai Nu de Hans Christian Andersen

Era uma vez um rei que gastava todo o seu dinheiro em roupa. Um dia apresentaram-se diante dele dois impostores que se faziam passar por alfaiates. Diziam que não só conseguiam fazer trajes muito bonitos, com cores e padrões maravilhosos, como também eram capazes de dotá-los de uma qualidade extraordinária: ficavam invisíveis diante de qualquer pessoa que não fosse qualificada para o cargo que ocupava...
Hans Christian Andersen é um autor de contos infantis - muito populares - que tenho vindo - lentamente - a conhecer. A verdade é que, por vezes, para melhorar a minha contabilização de livros no goodreads, leio, uma vez por outra, um conto do autor que, para ser totalmente honesta, tem vindo a surpreender e, após a Pequena Sereia, chega a vez de O Rei Vai Nu. A essência do conto é - aos meus olhos - bastante pura e apesar de curto, gostei bastante das implicações sociais e das mil e uma forma como é possível usá-lo para metaforizar a nossa sociedade de burros inteligentes de "vai com todos".
Emperor: Emperors don't stick their necks out. They stick somebody else's. 
Ao lê-lo é possível ver todas as implicações e conotações que são possíveis de aplicar na nossa vida do dia-a-dia incluindo, a da inocência das crianças que vêem sim, a verdade por detrás dos gestos. A moral e a lição a ser apreendida é óbvia - a da vaidade, da estupidez, e da ausência de personalidade/pensamento próprio. No entanto, apesar de socialmente mais interessante, o meu preferido até agora continua a ser A Pequena Sereia. Mais uma vez a escrita é simples e é algo muito fácil e rápido de ler que aconselho a todos os leitores.  

WOOK | BookDepository | Goodreads




E vocês? Quem é que já leu o conto? Digam nos comentários em baixo!

4 comentários

Muito obrigado pelo comentário!
Eu respondo a todas as mensagens deixadas, pelo que se queres ter a certeza de ver a resposta, não te esqueças de deixar colocada a opção de "notificações".
Boas leituras!